×

Status message

  • We have completed the update of the credit card payment method and you can now pay for our courses with credit card (Visa and Master). We apologize for any inconvenience it may have caused.

All events in

Kit de Ferramentas: Práticas de Gestão para Vias mais Seguras

Home » Full Catalogue » Kit de Ferramentas: Práticas de Gestão para Vias mais Seguras

Kit de Ferramentas: Práticas de Gestão para Vias mais Seguras

People
Type:
Kit de Ferramentas
Location:
Web Based
Date:
Free and Open Event
Confirmed
Duration of event:
1 Weeks
Programme Area:
Decentralize Cooperation Programme
Specific Target Audience:
No
Event Focal Point Email:
Event Focal Point Contact Number:
 
Other Event Details:
Portuguese

As lesões no trânsito causam 1,35 milhão de mortes a cada ano, com um impacto desproporcional na saúde e no desenvolvimento. Elas são a nona principal causa de morte em todas as faixas etárias do mundo e a principal causa entre jovens com idades entre 15 e 29 anos, custando aos governos aproximadamente 3% do PIB e 5% em países de baixa e média renda (Organização Mundial da Saúde, OMS 2018).

O alcance das metas de segurança viária exige, entre outros, a melhoria da infraestrutura viária existente para o benefício de todos os usuários de vias, especialmente os mais vulneráveis ​​(Década de Ação para Segurança Viária 2011-2020 - Pilar 2).

Melhorias no planejamento, projeto e construção de infraestrutura, incluindo a oferta de infraestrutura segura para pedestres e ciclistas, podem reduzir os riscos que levam a acidentes de trânsito e mortes. A falta de instalações básicas, como calçadas para circulação de pedestres, ciclovias, faixas de pedestres, ciclovias e pontos de passagem seguros com velocidade controlada em muitas vias, aumentam o nível de risco para todos os usuários.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a melhoria das vias de mais alto risco em 10% em cada país em 20 anos, por meio da implementação de calçadas, barreiras de segurança, ciclovias e acostamentos, apenas para citar algumas, tem o potencial de evitar em torno de 3,6 milhões de mortes e 40 milhões de feridos graves (OMS, 2015).

O pilar 2 da Década de Ação em Segurança Viária destaca que ter vias mais seguras exige:

  • Identificar o número de mortes e de feridos e a localização por tipo de usuário da via, e os principais fatores ligados à infraestrutura que influenciam o risco para cada grupo de usuários;
  • Identificar os pontos ou segmentos perigosos onde ocorrem acidentes com frequência ou gravidade excessiva e tomar medidas corretivas apropriadas;

Realizar avaliações de segurança da infraestrutura viária existente e aplicar medidas de engenharia de eficiência comprovada para melhorar a segurança.

De acordo com a Década de Ação para Segurança Viária, o objetivo geral do "Conjunto de Ferramentas de Práticas de Gerenciamento para Vias Mais Seguras" é servir como um documento orientador de medidas concretas que melhorem a segurança viária, fornecendo uma metodologia que:

  • Identifique o número e a localização de mortes e lesões por tipo de usuário da via e os principais fatores de infraestrutura que influenciam o risco
  • Identifique locais ou segmentos perigosos das vias em que ocorrem acidentes com frequência ou gravidade excessiva e oriente sobre as medidas corretivas apropriadamente.

Baseia-se na premissa de que atingir as metas de segurança viária requer, entre outros, a melhoria da infraestrutura viária existente para o benefício de todos os usuários, especialmente os mais vulneráveis.

O Kit de Ferramentas foi projetado para ser um instrumento interativa de e-learning que pode ser usado por funcionários do governo, engenheiros de estradas, planejadores e formuladores de políticas do setor público e privado.

Apresenta estudos de caso e as melhores práticas de diferentes países em todos os continentes, incluindo República Dominicana, Índia, China e Brasil, destacando assim a viabilidade de suas medidas recomendadas e sua aplicação em diversos contextos.

O Kit de Ferramentas tem como objetivo oferecer conteúdo a funcionários do governo, formuladores de políticas, engenheiros, planejadores e formuladores de políticas públicas, profissionais de segurança viária e usuários da via em geral.

Back to top